RESTAUROS

Museu do Rio de Janeiro

O Museu Nacional do Rio de Janeiro, que já foi a residência de D. João VI, D. Pedro I e D. Pedro II, em 2004 teve um trabalho de restauro no Pátio Maior deste Palácio, e em 2008 para as festividades dos 200 anos da vinda da família real para o Brasil (1808-2008) onde a GMIC contribuiu com o restauro da fachada principal sendo aprovado pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

 

Devido ao acabamento, em 2004 foi desenvolvido uma argamassa especial para substituir a argamassa histórica, apenas de areia e cal (sem cimento) tal qual a que fora utilizada na época para o revestimento. Em seguida o patrimônio fora pintado com Tinta em pó Minercolor, houve um desenvolvimento especial para a cor especificada pelo arquiteto. A partir deste desenvolvimento esta Argamassa (areia + cal ) foi denominada Argamassa RJ (em homenagem ao Rio de Janeiro).